Reflexões sobre Autocuidado

Escutamos falar muito sobre autocuidado e da importância de instalarmos práticas diárias para nos conectarmos com nós mesmos e com as necessidades do nosso corpo, mente e espírito. Geralmente estas dicas de como podemos nos cuidar com mais carinho e atenção acabam por se resumirem em cuidados estéticos e de relaxamento, como um banho com sais e ervas, um dia de spa caseiro com esfoliação corporal e máscara de argila, um momento só seu antes de dormir colocando as pernas para cima na parede para relaxar o seu sistema nervoso, etc.



Todas estas práticas são maravilhosas e nos ajudam muito a nos aproximarmos de nós mesmos, a nos cuidarmos, nos respeitarmos, nos amarmos. E hoje quero falar sobre isso, sobre o quanto autocuidado significa, na sua profundidade, autoamor e auto-respeito.


Significa que esta é uma prática que pode ser fortalecida, conforme vamos fazendo dela um hábito diário, para que seja possível afinarmos nosso canal de comunicação interno com quem de fato somos em essência, desenvolvendo nossa capacidade de escutar, de perceber, de sentir essa verdade e, a partir disto, sermos capazes de escolher tudo na nossa vida de acordo com o melhor caminho para mim, que me trará mais paz, mais leveza, mais expansão e mais amor.


Nos cuidarmos é nos amarmos. Nos cuidarmos é nos respeitarmos.

Nos cuidarmos é nos sentirmos.